Criação ProfissionalPedigree e Genética

Benefícios e Desvantagens do Inbreeding para Golden Retrievers

Como criador profissional de Golden Retriever ou qualquer outra raça você deve conhecer as diferentes técnicas de reprodução, sendo que uma delas é o inbreeding.

Inbreeding é a produção de prole através do cruzamento de indivíduos relacionados de forma bem próxima geneticamente, uma proposta diferente do “outcrossing”, que é o cruzamento de indivíduos não relacionados (sem parentesco).

Existe também o linebreeding, que é uma técnica muito empregada na criação de Golden Retrievers e outras raças caninas.

Como amantes da raça Golden Retriever, entendemos que é nosso papel também ajudar a educar cada vez mais os criadores de Golden, porque na prática eles são os guardiões da raça. São eles que, criando de forma responsável, nos trazem o prazer de conviver com cães típicos da raça Golden Retriever, que tem forma e comportamento que de fato representam a raça.

A consangüinidade é levada em conta na hora de se planejar um cruzamento do tipo inbreeding e o inbreeding é usado para estabelecer algo que se deseja fortemente no plano de criação.

A questão é que o inbreeding também acaba atraindo problemas genéticos de ordem recessiva, justamente pelo alto grau de consangüinidade.

Benefícios do Inbreeding

  • Maior uniformidade;
  • Aumento da preponderância (habilidade de transmitir determinadas características à prole);
  • Fixação dos atributos desejados e tipo da raça.

Desvantagens do Inbreeding

  • Menor fertilidade e vigor;
  • Defeitos de nascimento e maior taxa de mortalidade de filhotes;
  • Menos crias;
  • Tamanhos menores;
  • Crescimento mais devagar;
  • Vida mais curta;
  • Aumento de doenças genéticas;
  • Diminuição do potencial genético.

Com tantas desvantagens, é necessário usar o Inbreeding de forma extremamente responsável e somente em casos bem específicos, quando você deseja muito fixar certa característica.

Cruzamentos extremamente fechados apresentam alto nível de COI (Coefficient of Inbreeding) e estudos já demonstraram que quanto maior o nível do COI, maiores são as chances dos problemas ocorrerem.

O Inbreeding é necessário para as raças e é o que resgata muitas vezes características que estão sendo perdidas, diluídas ao longo dos anos e cruzamentos.

Por isso, um criador responsável de Golden Retriever deve achar um balanço entre um COI muito baixo e muito alto, de forma a equilibrar as vantages e desvantagens existentes no tipo de escolha do cruzamento.

Para ilustrar, veja o gráfico a seguir, baseado em um estudo feito pelo Kennel Clube da Suiça (o COI usado é o de 10 gerações, o que não é exatamente real ou acurado para raças que existem há muito tempo como o Golden ou Labrador):

COI de diversas raças, incluindo Golden Retriever

Reparem que quanto maior o COI, menores são os números de filhotes em uma ninhada de Golden Retriever.

Então, o que os criadores precisam fazer é estudar muito sobre genética, entender todos os prós e os contras, para que não só criem cães típicos de suas respectivas raças mas que também sejam saudáveis e tenham reais chances de perpetuar raças que tanto amamos, como o Golden Retriever.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios