Criação ProfissionalDoenças Comuns

Exames indicados para acasalamento de Goldens nos EUA

Sabemos que a criação brasileira de Golden Retrievers vai muito bem. Os comentários de juízes internacionais que vêm ao nosso paí­s julgar a raça mostram isso e ficamos muito felizes em ouvir tanta coisa boa.

Mas e a saúde de nossos Goldens, como vai?

Vou apresentar neste artigo os exames e procedimentos feitos geralmente nos EUA antes de se acasalar um Golden Retriever.

Não citarei somente o tipo de doença e o exame mas o órgão que checa se os exames realmente foram feitos no padrão correto e sem nenhuma fraude.

Com certeza ainda falta no Brasil esse tipo de controle e é importante refletirmos se não deveríamos começar a exigir todos esses exames, no mínimo.

Displasia coxo-femural e de cotovelo

Doenças comuns na raça, transmitidas geneticamente, as displasias coxo-femural e de cotovelo devem ser testadas antes de qualquer acasalamento, no possí­vel pai e mãe da futura ninhada.

Os filmes (raio-x) devem ser enviados para a OFA (The Orthopedic Foundation for Animals).

Cães com chapa de displasia coxo-femural (regular) C, muito boa (B) ou excelente (A) podem ser usados em programas de reprodução. Para os ombros, a chapa deve mostrar a ausência da displasia (normal – clear).

O site da OFA pode ser encontrado em: http://www.offa.org.

Problemas oftalmológicos

Um problema ainda pouco conhecido no Brasil, mas cada vez mais presente entre os Golden Retrievers, é a catarata e outras disfunções oculares.

Os olhos dos cães devem ser examinados por um veterinário credenciado DACVO e os cães que não atingem os padrões fixados pela CERF (Canine Eye Registry Foundation) não devem ser acasalados.

O exame deve ser feito anualmente, enquanto os cães estiverem participando de programas de criação, o que significa que se o exame saiu bom uma vez, não quer dizer que será bom novamente.

O quadro pode mudar de um ano para outro e então deve-se sempre exigir exames recentes.

Site da CERF: http://www.vet.purdue.edu/~yshen/cerf.html.

Coração

O coração deve ser analisado por um cardiologista ACVIM ou um veterinário com grande interesse pela área cardí­aca, para verificar se ocorre estenose sub-aórtica, a partir dos 12 meses de idade.

A OFA (a mesma dos exames de displasia) também mantêm um registro de doenças cardí­acas: http://www.offa.org/ofacard.html.

Site da ACVIM: http://www.acvim.org/.

Conforme explicado no começo deste artigo, esses são os procedimentos feitos comumente nos EUA.

No Brasil, cães de chapa de displasia boa (C) podem cruzar, o que normalmente é feito com cães de chapa A.

São raros os criadores que checam os olhos dos seus cães e não se deve confiar em qualquer oftalmologista, mesmo que seja famoso.

O ideal é sempre validar os exames com os órgãos internacionais mencionados aqui, que são super sérios e competentes.

Isso custa caro com certeza, pois veterinários credenciados só são encontrados em outros países, o que exige que os cães sejam enviados para lá para avaliação correta.

Por isso, mais uma vez, lembramos que o preço de um cão de excelente criação, que parece alto, é na verdade muito pequeno.

Por se tratarem de problemas transmitidos geneticamente, devemos começar a tentar trazer essa cultura para o Brasil também, criando Golden Retrievers cada vez mais saudáveis e felizes!

Não podemos também esquecer de outros exames que devem ser feitos antes de qualquer acasalamento (de Golden Retriever ou não) como Brucelose e Tumor de Sticker, além de ter as vacinas em dia e os cães em excelente estado de nutrição e saúde.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios